(Creation Research Society Quarterly vol. 36, nº 3, dezembro de 1999)

Resumo

A história da fraude de Piltdown e a sua importância para convencer o mundo a favor da evolução é avaliada. Desde o início as evidências apontavam fortemente que a descoberta era uma fraude ou, pelo menos, que não fornecia apoio para a tese da evolução humana. Apesar disso, durante décadas Piltdown foi apregoado como sendo uma das mais importantes evidências da evolução humana, em livros textos, artigos diversos e museus de primeira linha como o “American Museum of Natural History” em Nova York. A fraude é uma excelente ilustração das dificuldades inerentes ao processo de se tirarem conclusões sobre a evolução, a partir do registro fóssil. Conclui-se que a fraude serviu para convencer muitas pessoas acerca da validade do Darwinismo, e que a sua denúncia e definitiva comprovação provavelmente pouco fizeram para alterar a posição da maior parte dos adeptos do Darwinismo.

(O texto deste artigo poderá ser visto em nossa Folha Criacionista impressa)