Acaba de sair a publicação da tradução em Português do livro com o título acima, de autoria de Bill Parks, Presidente da nossa congênere americana “Creation Education, Inc.”.

Trata-se de um interessante e importante livro, em linguagem acessível, que traz informações específicas sobre a controvérsia entre o Evolucionismo e o Criacionismo, de grande alcance para pais, professores e alunos, bem como para interessados em geral.

Bill Parks, o autor, é um experiente educador, laureado com prêmios diversos em sua carreira de escritor e divulgador de temas criacionistas, além de outros temas de caráter teológico.

Os Editores da Sociedade Criacionista Brasileira tiveram oportunidade de manter contato pessoal com o autor do livro, em viagem realizada em janeiro de 2001 aos Estados Unidos da América do Norte. Ele reside em Mesa, Arizona, Estado em que os Editores visitaram também o Percival Lowell Observatory, e a famosa Cratera do Meteoro, em Flagstaff e imediações, o lado sul do Grand Canyon, mais ao norte do Estado, e o Centro de Pesquisas Van Andell da Creation Research Society, em Chino Valley.
Para melhor caracterizar o conteúdo deste livro de Bill Parks, segue o índice de seus capítulos:

I Por que é tão vitalmente importante ensinar o Criacionismo Bíblico
II O que é Ciência
III Definições básicas dos termos chaves
IV Que são aspectos da ciência envolvidos no Criacionismo?
V Então, como iniciar o ensino dos aspectos da Ciência envolvidos no Criacionismo, para os meus filhos?
VI Os argumentos a favor da Evolução e o que está errado com eles
VII Argumentos contra a Evolução e a favor da Criação
VIII Conclusão

Apêndice A – Recursos disponíveis para estudos complementares
Apêndice B – O que alguns evolucionistas têm dito sobre a Evolução
Apêndice C – Declarações científicas na Bíblia


Entre em contacto conosco para distribuição deste livro aos interessados. Pais, professores e alunos: é esta uma obra indispensável em seu acervo para a compreensão de que não há conflito entre a verdadeira Ciência e a revelação bíblica!

 

(Leia todo o artigo na Folha Criacionista impressa)