MICRORAPTOR GUI

(MAIS UM “NEGÓCIO DA CHINA”!)

            A respeito da notícia veiculada pela imprensa no início de fevereiro de 2003 sobre a descoberta de um fóssil intermediário entre os dinossauros e os pássaros, tendo quatro asas, o Dr Harun Yahya, conhecido cientista criacionista da Turquia, fez circular pelo correio eletrônico a apreciação seguinte, que traduzimos, com sua permissão, para nossos leitores, por se tratar de importante alerta para os incautos que inadvertidamente aceitam sem maior espírito crítico o sensacionalismo dos meios de comunicação.

            Na semana passada (o e-mail é datado de 12/02/03) os meios de comunicação em todo o mundo alardearam a descoberta recente de um grupo de fósseis na China como evidência a favor da teoria da evolução. O Instituto de Paleontologia e Paleoantropologia de Beijing divulgou uma declaração afirmando que um dos seis fósseis do grupo pertencia a um “passarossauro com quatro asas”, e que essa criatura extinta era capaz de voar, ou pelo menos planar saltando de árvores. A mídia darwinista novamente desenterrou sua velha propaganda “aves evoluíram a partir de dinossauros”, embora esta teoria já tivesse sido refutada completamente repetidas vezes. De fato, absolutamente não existem evidências que pudessem apoiar esta propaganda, pois nem este “passarossauro de quatro asas” nem quaisquer outros dados científicos apoiam a teoria de que as aves tenham evoluído a partir dos dinossauros.

(Leia toda a matéria na Revista Criacionista impressa)